7 museus a céu aberto para visitar na Turquia

De Capadócia e Olympos, o país conta com vários museus ao ar livre que apresentam ruínas e artefatos históricos

Com lugares históricos preservados, patrimônios da UNESCO e vasta riqueza arqueológica, a Turquia é considerada um grande museu ao ar livre, com diversas opções de passeios culturais e históricos por toda a Anatólia. Por se tratar de locais grandes e a céu aberto, é ideal estar bem preparado antes de explorar cada um dos museus, pois as visitas requerem longas caminhadas que podem durar até três horas. Então, reserve um bom tempo no roteiro, separe um calçado confortável e uma garrafinha de água.

Caminhos cristãos no Museu de Göreme

Localizado em Nevşehir, o Museu a céu aberto de Göreme é um dos locais imperdíveis para quem visita a região da Capadócia e está na lista de Patrimônio Mundial da UNESCO como bem natural e cultural. O museu é um assentamento rochoso que serviu de cenário de uma era importante do cristianismo primitivo e trouxe muitas relíquias e artefatos da arquitetura da Igreja Bizantina até o presente: os túneis, corredores, escadas e câmaras que cercam a área são maravilhas arquitetônicas e ainda forneceram proteção e abrigo aos habitantes.

O fato mais marcante do local é a presença de muitas igrejas, como a Igreja Elmalı, a Igreja Azize Barbara, a Igreja escura e a Igreja oculta que carregam diferentes significados, exibindo pinturas ou esculturas preservadas.

As chaminés de fadas do Museu de Zelve

Também na Capadócia, o museu a céu aberto, Zelve, é um dos mais visitados na região, depois do museu de Göreme, e também está listado como Patrimônio Mundial da UNESCO. Diz-se que Zelve é o lugar onde o cristianismo se espalhou pela primeira vez, sendo um dos assentamentos mais antigos da Capadócia. O museu consiste em três vales e é o local das famosas chaminés de fada, formações rochosas que foram causadas por conta da atividade vulcânica na região, além de cavernas que já foram usadas como casas, uma mesquita, passagens, túneis e 15 igrejas, todas esculpidas nas rochas.

História hitita em Hattusha

Na antiguidade, Hattusha era uma cidade cercada por muros, sendo que alguns deles dividiam a cidade em diferentes zonas e algumas das paredes tinham inscrições hieroglíficas hititas mais longas, com palácios, templos e centros comerciais.

Ao norte de Ancara, capital do país, encontra-se o abrigo rochoso Yazılıkaya, onde é possível ver a arte em relevo hitita nas rochas, com mais de 100 torres e portões decorados. A Cidade Antiga de Hattusha também foi reconhecida como Patrimônio Mundial da UNESCO, em 1986, e está localizada em Boğazkale, Çorum.

A chama eterna de Olympos

Olympos é uma cidade antiga, tema de muitas histórias e personagens mitológicos, e foi também uma das cidades mais importantes da civilização lícia, especialmente por conta de seu porto. O local se estende por dois dos riachos que o atravessam, onde é possível ver os vestígios de muitas estruturas civis, templos e túmulos monumentais, locais de banho, um antigo teatro, uma igreja bizantina, o sarcófago do capitão Eudemos, o farol de Gelidonya e a chama eterna da Quimera (Yanartaş), contado na Lenda da Quimera. Segundo a lenda, Quimera era um monstro de três cabeças que devastou a zona rural da então cidade de Lycia (atualmente conhecida como Olympos), na Anatólia, e que usou pedras para iniciar um fogo que não se apaga nem de dia nem de noite.

Tesouros do passado em Perge

Perge é uma antiga cidade romana proeminente nas terras da Anatólia, sendo uma das cidades mais ricas do velho mundo. Já teve a identidade de uma metrópole e, por conta disso, várias esculturas de assinatura foram encontradas na região durante escavações. No museu a céu aberto de Perge, é possível encontrar um portão monumental, estádio, teatro antigo, ruas com colunas, hammam e a estátua do deus do rio Kestros.

Artesanato em Yesemek

A Oficina da Pedreira e Estátua de Yesemek remonta a 900-800 a.C e está localizada no cume Karatepe da vila de Yesemek, em Gaziantep. Atualmente, o local oferece informações valiosas sobre o processo de transformação de um bloco de pedra em uma escultura. O local foi o lar da produção de centenas de figuras de leões e esfinges, muitos relevos de deuses e mais de 300 esculturas da época.

A Fonte do Conhecimento, em Nysa

Nysa foi estabelecida a 1,5 km ao norte de Sultanhisar e é uma das cidades antigas mais misteriosas da Turquia. À frente de fontes antigas, Nysa era uma cidade de ciência e educação onde muitos cientistas e filósofos, como o famoso geógrafo Estrabão e o filósofo Apolônio, passaram parte de suas vidas . Com a maioria das estruturas visíveis datadas do período romano, em Nysa é possível ver uma ponte que liga duas cidades, o estádio, uma passagem subterrânea secreta, o teatro, a biblioteca, o ginásio e o Bouleuterion, o prédio do Parlamento

Inscreva-se

Nossos colunistas

460 POSTS

Colunas

Artigos populares

Pousada Encantos de Socorro se prepara para o Festival de Inverno e Festas de Agosto

A Pousada Encantos de Socorro, localizada na Estância Hidromineral de Socorro,...

Seja jurado internacional de vinho por um dia

Ser jurado internacional de vinhos é uma experiência única...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui