Anvisa libera serviços clínicos e exames em farmácias

Varejo farmacêutico já pode aplicar mais de 40 tipos de testes laboratoriais

As farmácias brasileiras obtêm mais uma conquista histórica. A Anvisa aprovou a atualização do texto da RDC 302/2005, regulamentando a oferta de serviços clínicos e exames laboratoriais nesses estabelecimentos.

Com a decisão, o setor já está habilitado a aplicar pelo menos 40 testes rápidos em salas configuradas para a prática de assistência farmacêutica. Até então, o setor só podia realizar exames que aferiam casos de Covid-19 e glicemia.

Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma), que representa as 27 maiores empresas do varejo farmacêutico nacional, enxerga a nova resolução como um marco para a saúde brasileira. Desde 2016 a entidade encampa um projeto de assistência clínica e, atualmente, mantém mais de 6 mil salas exclusivamente para esses serviços.

Com esse avanço, Barreto vê o Brasil mais próximo da vanguarda do mercado farmacêutico mundial. “Nas várias missões técnicas internacionais que promovemos anualmente no Exterior, ficou claro como poderíamos importar com sucesso modelos de negócios e atendimento. A Europa e o Canadá, com suas farmácias comunitárias, e a excelência dos Estados Unidos na aplicação de vacinas em larga escala apontavam o caminho

Inscreva-se

Nossos colunistas

460 POSTS

Colunas

Artigos populares

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui