Noruega: além de paisagens maravilhosas, o país se destaca em turismo sustentável

Com práticas que envolvem a preservação do ambiente, a comunidade local e indústria do turismo, algumas cidades norueguesas destacam-se no país. A fim de exaltar e reconhecer tais destinos foi criado o selo de “Destino Sustentável“, trata-se do único sistema de rotulagem nacional da região nórdica para destinos de viagem com foco na sustentabilidade. Dessa forma, os locais recebem este selo por terem se comprometido a trabalhar consistentemente em prol de um desenvolvimento turístico mais sustentável, sem deixar de preservar as comunidades locais e o patrimônio cultural, e também com o objetivo de reduzir a pegada ambiental causada pelo turismo.

Deve-se observar que esses destinos ainda não são totalmente sustentáveis, mas, apesar disso, assumiram o compromisso de embarcar em um processo de aprimoramento contínuo. Conheça alguns deles:

Røros

Trata-se de uma singela cidadezinha em Trøndelag, onde é possível, com uma pitada de imaginação, “viajar ao passado”. Aliás, esse tradicional vilarejo montanhoso é um dos mais antigos dos que abrigam construções de madeira na Europa e foi até mesmo reconhecido como um Patrimônio Mundial da UNESCO. 

É conhecida por ser um museu vivo com séculos de história, sobretudo entre suas ruas repletas de charme. Røros foi fundada em 1644, depois da primeira descoberta de cobre na região. No decorrer dos anos, tornou-se uma das cidades mineradoras mais proeminentes da Noruega.

Atualmente, apesar de ter uma história relacionada à exploração de cobre nas minas que abriga, Røros obteve a certificação de Destino Sustentável. Embora isso não signifique que o destino seja sustentável, representa um compromisso de combater os efeitos negativos do turismo e, ao mesmo tempo, potencializar seus efeitos positivos.

Dessa forma, os habitantes de Røros têm preservado os encantos originais da cidade, com construções que datam dos anos 1700 e 1800, bem como a paisagem cultural do entorno.

Em Røros, é possível visitar os parques nacionais de Femundsmarka e Forollhogna, fazer caminhadas, praticar ciclismo de montanha e pescar, ou até mesmo ir ao maior cânion do norte da Europa, o Jutulhogget.

Lillehammer

Lillehammer é outra cidade norueguesa que obteve a certificação de Destino Sustentável. Localizada no exuberante vale de Gudbrandsdalen, ela possui muitos aspectos especiais. Primeiramente, destaca-se como uma importante Cidade da Literatura pela Unesco, oferecendo uma combinação de uma vida cultural rica com uma atmosfera urbana, além de estar situada a apenas 200 quilômetros ao norte de Oslo, capital do país.

Por lá, também é possível voltar no tempo com uma visita à igreja de madeira de Garmo, do século XIII, que fica no museu ao ar livre Maihaugen. O museu também abriga cerca de 200 edifícios que foram restaurados.

Outra atração imperdível da região é o Hunderfossen Adventure Park – onde é possível se sentir parte de um conto de fadas na neve e no gelo. O parque, que permanece aberto mesmo em pleno verão, é um dos maiores e mais populares da Noruega. Conta com muitos passeios e atrações cheias de emoção.

Como em muitas cidades norueguesas, em Lillehammer também é possível aventurar-se na natureza, seja com a prática de ciclismo de montanha em Hafjell, pesca no lago Mjøsa ou rafting no rio Sjoa.

Lysefjord

O Lysefjord, um fiorde cujo nome significa “fiorde de luz”, destaca-se por seu panorama de tirar o fôlego, não sendo muito distante de Stavanger, a quarta maior cidade da Noruega. A região possui o selo de Destino Sustentável, assim como as outras duas. Sua beleza, porém, destaca-se pelas fantásticas paisagens naturais que sustenta

O Preikestolen (A Rocha do Púlpito), em Ryfylke, é uma delas. É de fato a maior atração da Noruega e um dos mirantes mais famosos do mundo. Não é de se admirar que seja famoso muito além das fronteiras norueguesas, e apareceu inclusive nas telas hollywoodianas!

Além de propiciar a experiência de estar em meio a uma natureza estonteante, o local oferece cruzeiros pelos fiordes e trilhas inesquecíveis. Uma caminhada de quatro quilômetros é considerada moderadamente exigente e o leva à famosa formação rochosa de Preikestolen, a incríveis 604 metros acima do nível do mar.

Outra possibilidade é enfrentar os mais de 4 mil degraus da maior escadaria de madeira do mundo, a Flørlitrappene (Escada Flørli), que leva o viajante a 740 metros acima do fiorde em menos de duas horas.

Fonte: Plataforma Bureau Mundo




Inscreva-se

Nossos colunistas

460 POSTS

Colunas

Artigos populares

Pousada Encantos de Socorro se prepara para o Festival de Inverno e Festas de Agosto

A Pousada Encantos de Socorro, localizada na Estância Hidromineral de Socorro,...

Seja jurado internacional de vinho por um dia

Ser jurado internacional de vinhos é uma experiência única...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui