Novo roteiro da Machu Picchu, inclui a maior festa do Peru

Única agência brasileira 100% especializada em Peru, Machu Picchu Brasil preparou roteiro especial que abrange os principais atrativos da região de Cusco e inclui a Majestosa Machu Picchu. Na programação, o viajante terá oportunidade de participar do grandioso Inti Raymi ou Festa do Sol.

Trata-se de evento de importância cultural notável para o povo peruano, que inclui danças típicas e rituais dos antigos incas. Acontece no dia 24 de Junho e a Machu Picchu Brasil sugere saída em 23/06 e retorno dia 28/06/2023. No entanto, a empresa assegura que, de acordo com a preferência e conveniência do viajante, pode oferecer datas alternativas. Ou seja: menos ou mais dias e a inclusão de outras localidades e atrativos peruanos.

O roteiro, denominado Machu Picchu com Inti Raymi, compreende 6 dias/5 noites e inclui: traslado do aeroporto em Cusco ao hotel; 4 noites no hotel em Cusco com café da manhã; ingresso para entrada em todos os sítios arqueológicos do roteiro; Inti Raymi com guia, traslado, box lunch ingresso; tour Valle Sagrado dos Incas com almoço e guia em Português.

Tem mais: trem de ida e volta até Águas Calientes; 1 noite no hotel em Águas Calientes, com café da manhã; ônibus turístico Águas Calientes – Machu Picchu (ida e volta); ingresso de entrada em Machu Picchu; passeio guiado em Machu Picchu, em serviço regular com guia em espanhol; tour Cusco Arqueológico, com guia em Português; traslado da estação de trem ao hotel, em Cusco; traslado do hotel ao aeroporto de Cusco (privativo).

A história do Inti Raymi

Inti Raimy, expressão do quéchua que significa Festa do Sol, é um festival religioso criado pelos Incas por volta de 1430 para celebrar Inti, o deus-sol. A data da celebração é 24 de junho, marca o solstício de inverno do hemisfério sul e também, na tradição Inca, o início do ano.

Por conta da simbologia, o Inti Raymi era um dos mais importantes festejos dos Incas. Nos tempos do império, durava nove dias, ao longo dos quais ocorriam louvores, danças e sacrifícios, além de contar com a presença do Imperador Inca no poder. Hoje em dia, a apresentação do Inti Raymi não inclui qualquer sacrifício real – tudo é um grande teatro.

Todos os eventos ocorriam na praça Aucaypata, atual Plaza de Armas de Cusco. Historiadores estimam que o público participante chegava a cerca de 100 mil pessoas. Naquela época, Cusco era a capital do Império Inca e durante o Inti Raymi, a cidade era visitada pela população inca dos 4 cantos do chamado Tahuantinsuyo – nome dado ao Império Inca, que cobria Equador, Colômbia, Argentina, Bolívia e Chile.

A tradição de séculos construída pelos Incas foi rompida durante a colonização espanhola, mais precisamente em 1572, por não estar alinhada com os preceitos católicos. Por isso, nos séculos que se seguiriam, a festa ocorreria somente de forma clandestina.

Foram necessários quatro séculos para que o Inti Raymi voltasse a ocupar o seu devido lugar. Em 1944, a festa foi reconstruída graças a uma crônica do escritor inca Garcilaso de la Vega. A partir de então, a celebração religiosa passou a ser encenada anualmente de forma pública, convertendo-se em uma das principais atrações turísticas da cidade.

Sempre no dia 24 de junho, a população local e pessoas do mundo todo se reúnem para assistir à reconstituição desta festa 

Inscreva-se

Nossos colunistas

460 POSTS

Colunas

Artigos populares

Pousada Encantos de Socorro se prepara para o Festival de Inverno e Festas de Agosto

A Pousada Encantos de Socorro, localizada na Estância Hidromineral de Socorro,...

Seja jurado internacional de vinho por um dia

Ser jurado internacional de vinhos é uma experiência única...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui