Parque da Cachoeira Pancada Grande é atração turística gratuita no Sul da Bahia

 

Um dos atrativos turísticos abertos ao público da Reserva Ecológica Michelin, no sul da Bahia, o Parque da Cachoeira Pancada Grande conta com a maior cachoeira do litoral baiano, com mais de 60 metros de altura. Por ano, o local recebe mais de 60 mil visitantes, proporcionando lazer e turismo em uma área segura e conservada.

Situado em uma região de Mata Atlântica, o parque conta com uma das maiores biodiversidades do mundo. “No local há muitas espécies da fauna e flora, incluindo animais como o macaco prego do peito amarelo, espécie que já esteve na lista de animais ameaçados de extinção e hoje tem a população em crescimento, e um dos poucos grupos de mutum-do-sudeste do mundo”, conta Kevin Flesher, diretor da Reserva Ecológica Michelin.

Desde a entrada da reserva são 300 metros de caminhada leve até a cachoeira. O entorno, a Mata da Pancada Grande, tem 172 hectares e 9 km de trilhas abertas ao público. Os visitantes podem chegar ao topo da queda d’água se toparem encarar 310 degraus de subida.

A Cachoeira da Pancada Grande está aberta para visitação todos os dias das 8h às 17h. Fica a 140 km de Salvador, 1 km de Ituberá e 8 km de Igrapiúna. A entrada é gratuita.

A Reserva Ecológica Michelin tem mais de três mil hectares e faz parte do Programa Ouro Verde Bahia, uma das principais iniciativas de desenvolvimento sustentável do Grupo Michelin no mundo, que aposta em uma relação equilibrada entre o respeito ao meio ambiente, o desenvolvimento social e o crescimento econômico. Criado no início dos anos 2000, o programa tem viabilizado a produção e comercialização da borracha natural de maneira responsável e duradoura, traduzindo a ‘Razão de Ser’ da Michelin: oferecer as pessoas a melhor maneira de ir mais longe.

Baseado nos eixos econômico/científico, social e ambiental, o Programa Ouro Verde Bahia, além de contribuir para o desenvolvimento do cultivo de seringueira e para o aumento da produção de cacau e banana por agricultores familiares da região, atua na proteção e restauração da Mata Atlântica, com o plantio de mais de 100 mil árvores nativas e apoio à pesquisa científica com a criação do Centro de Estudos da Biodiversidade.

Segundo Nour Bouhassoun, presidente da Michelin América do Sul, “o Programa Ouro Verde Bahia é um exemplo concreto do compromisso da Michelin em produzir recursos renováveis de alta qualidade, ao mesmo tempo em que promove o crescimento econômico, o desenvolvimento social e a proteção ambiental, a fim de garantir um futuro melhor a cada um de nós”.

O Programa Ouro Verde Bahia em números

Geração de mais de 350 empregos diretos
2.000 hectares de cacau e 4.000 hectares de seringueira plantados
Mais de 1.300 famílias beneficiadas pelo apoio a agricultura familiar
91 artigos científicos publicados, mais de 80 estudos concluídos e mais de duas mil espécies catalogadas através do Centro de Estudos da Biodiversidade da Michelin
17 pesquisas em andamento, em parceria com universidades de todo o mundo
Mais de 100.000 árvores plantadas, de 215 espécies diferentes, em 270 hectares de reserva

Saiba mais no site

Inscreva-se

Nossos colunistas

456 POSTS

Colunas

Conheça dicas fáceis para uma rotina de hábitos mais saudáveis

Comece 2024 cuidando do seu bem-estar sem sair de...

Que tal começar o ano com hábitos saudáveis?

Dra. Mariela Silveira, diretora médica do Kurotel, fala sobre...

Descubra os poderes do Cranberry para saúde

Neste momento, uma imensa luta está se travando por...

Artigos populares

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui