Veja cinco dicas para controlar a ansiedade, um mal muito comum

*Por Dr. Odair Comin
A ansiedade está cada vez mais presente na vida dos brasileiros. Prova disso é que cerca de 23% dos brasileiros passa por algum quadro de transtorno ansioso em algum momento da vida, aponta um levantamento da Organização Mundial da Saúde (OMS).
O transtorno ansioso pode apresentar-se por meio de fobias, síndrome do pânico e Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC), que podem ser causados pela decorrência de traumas infantis, doenças pré-existentes, estresse, privação do sono, depressão, abuso de substâncias tóxicas e até mesmo por motivos genéticos.
Ela precisa ser tratada na medida em que afeta a vida pessoal ou profissional do indivíduo e traz sofrimento considerável ou cause outros problemas. Veja 5 dicas de como controlar a ansiedade:

Conexão com o presente: o ansioso normalmente está com a mente no futuro, por isso a mudança de hábitos é essencial. Conectar-se com o presente por meio de pequenos exercícios rotineiros é uma forma efetiva de controlar a ansiedade. No momento da refeição, ao escovar os dentes ou tomar banho, faça de forma consciente e envolva-se com o momento. Esvazie a mente e concentre-se no presente.

• Tecnologia: o acesso irrestrito à tecnologia e a aderência a tantos gadgets acabam por potencializar a ansiedade. Se fizer o exercício de desligar-se por um momento, perceberá que basicamente nada mudará na vida, por isso determine uma quantidade certa de tempo para estar conectado e aproveite o tempo desconectado para praticar atividades que lhe proporcionem prazer.

• Sono: a ansiedade é a principal causa da insônia, pois a mente fica muito ligada, tão conectada com o externo que não consegue desligar-se para dormir. Por este motivo, o ideal é que se crie um ritual do sono, ou seja, desconecte-se da tecnologia ao menos duas horas antes de dormir, estabeleça um horário para dormir, não faça alimentações pesadas no jantar e busque atividades que relaxem nesse período.

• Especialistas: a ansiedade pode ser tratada de forma medicamentosa, mas tudo depende do quadro e da análise médica. Outra possibilidade é o trabalho terapêutico, que pode ser feito para controlar a ansiedade pela mente e não pelo corpo.

• Meditação: a meditação tem como objetivo diminuir a intensidade dos pensamentos, diminuir até o mínimo possível, chegando muito próximo do pensar em nada, o que produz uma profilaxia mental, servindo para a manutenção cerebral. É uma forma efetiva de entrar em contato com você mesmo e ter maior autocontrole. Com os avanços tecnológicos é possível praticar a meditação guiada sem sair de casa, o que é uma ótima opção para aqueles minutinhos antes de dormir.
Se tratada de forma correta, a ansiedade pode ser controlada e o paciente que apresenta quadro ansioso pode ter uma vida tranquila e normal.

*Doutor Odair Comin é psicólogo e fundador da Pantrus, plataforma online de conteúdos terapêuticos em áudio. Saiba mais em: pantrus.com

Inscreva-se

Nossos colunistas

460 POSTS

Colunas

Artigos populares

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui