Conheça os efeitos do chocolate no cérebro

A Páscoa é um dos momentos mais esperados do ano. As refeições saborosas, a variedade e quantidade de ovos de chocolate enchem os olhos de qualquer pessoa. Há quem aguarde essa época para “enfiar o pé na jaca”, mas alguns estudos sugerem que poucas quantidades de chocolate ao dia fazem bem ao coração. Entretanto, outros órgãos podem se beneficiar da ingestão do doce, como por exemplo, o cérebro.
Estima-se que a semente do cacau tenha mais de 800 compostos químicos. Uma pesquisa realizada em 2020 pelo Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos (NIH) revelou que quanto mais escuro o chocolate, mais efeitos benéficos à saúde ele possui. Além disso, comer bombons, barras e ovos de chocolate libera diversos hormônios relacionados ao bem-estar.
“Ao comermos doces em geral, mas especificamente chocolate, o nosso cérebro libera algumas substâncias químicas responsáveis por causar a sensação de bem-estar, felicidade, agitação e até mesmo o aumento da motivação e produtividade. São eles: serotonina, dopamina, teobromina e feniletilamina. Esses quatro hormônios agem juntos, um induzindo o outro, gerando um sentimento prazeroso na pessoa que está comendo o chocolate”, explica José Renato Bauab, neurologista do Hcor.

 

O açúcar, geralmente, está associado a uma alimentação emocional, como um “alimento de conforto” ante alguma situação chata ou desgastante. É comum que, após um dia estressante ou sentindo dores de cólicas menstruais, a pessoa se reserve o direito de “comer um docinho para melhorar”. A situação também acontece em momentos felizes, em que o chocolate é como um cumprimento, uma felicitação.

 

“Comer chocolate ou doce esporadicamente, sem sentir a necessidade, não é considerado prejudicial, bem pelo contrário. O cacau, encontrado em larga escala nos chocolates amargos, apresenta flavonoides e antioxidantes que podem combater a oxidação natural das células e contribuir para a melhora do sistema imunológico”, aponta o especialista.
Outros efeitos benéficos para a saúde cerebral são a redução do estresse, aumento do fluxo sanguíneo e diminuição de sintomas depressivos. “É importante ressaltar que o chocolate não cura a depressão e nem muda o estado de espírito da pessoa como um todo, a única coisa que acontece é uma liberação de hormônios do bem-estar que ajudam com a sintomatologia”, reforça Dr. Bauab.

Qualquer chocolate faz bem ao cérebro

O chocolate amargo é o que possui mais propriedades benéficas ao corpo no geral. Essa diferença ocorre por causa da quantidade de cacau existente em cada tipo, ou seja, quanto maior é a quantidade da fruta, melhores são as respostas do organismo. Segundo o NIH, existem nutrientes específicos do cacau que aumentam a saúde cardiovascular e cerebral, especialmente em pessoas idosas.

“Vale lembrar também que o açúcar pode ser viciante. Chocolates ao leite ou brancos tem uma quantidade de açúcar muito maior que a de cacau, podendo causar um desejo intenso de consumir cada vez mais. Quando o indivíduo sente que precisa comer doce ou que não consegue viver sem, pode ser considerado um vício. Estima-se que o grau de necessidade sentida de comer chocolate pode ser comparado com o de uma pessoa dependente química”, alerta o especialista.

Por isso, o neurologista propõe o desafio nessa Páscoa: procurar produtos com menos açúcares e mais concentração de cacau. Mesmo que o paladar aceite melhor o sabor doce, quando consumido em grande escala, pode causar diversos problemas a longo prazo. “Para uma saúde cerebral mais saudável, temos que saber medir os excessos”, finaliza.

Inscreva-se

Nossos colunistas

456 POSTS

Colunas

Alerta sobre a importância de adotar uma dieta alimentar saudável

Recomendações da OMS destacam que a população deve consumir...

Vital Card lança seguro para viagens terrestres na América Latina

As viagens rodoviárias ganharam força durante a pandemia e...

Dança egípcia auxilia na saúde, emagrecimento e autoestima

A bailarina Giselle Kenj é referência no Brasil em...

Artigos populares

5 dicas para um outono inesquecível em São Pedro

Época de avistamento do “mar de nuvens” torna a...

Na Roda Rico os tutores podem proporcionar um passeio diferente para o seu pet

Localizada no parque Cândido Portinari, ao lado do parque...

Estão abertas as inscrições para o Abeta Summit 2024

dição comemorativa de 20 anos da Abeta será realizada...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui