Última Sessão volta aos palcos de São Paulo

foto_A_Ultima_Sessao (Small)

Elas são maravilhosas, competentes e guerreiras. Somente um espetáculo como este poderia reunir no mesmo palco talentos como Laura Cardoso, Nívea Maria, Etty Fraser, Sônia Guedes, Sylvio Zilber, Míriam Mehler, Gésio Amadeu e Yunes Chami, todos com mais de meio século de estrada

Depois de temporada de sucesso em 2014, a Última Sessão está de volta aos palcos paulistanos. Inspirado pelo desejo de ver um grupo de grandes atores da maturidade reunidos no mesmo palco, Odilon Wagner escreveu a peça, que também dirige.
A história se passa durante o almoço de domingo no Clube Inglês, onde amigos entre 75 e 85 anos de idade se reúnem semanalmente. São personagens engraçados e dinâmicos, que conduzem essa comédia de costumes num ritmo contagiante.
Até que um dos participantes, um ator amargurado com o rumo que sua vida tomou, resolve fazer um acerto de contas com os parceiros de jornada, inspirado em A Tempestade, de Shakespeare. Verdades dolorosas misturadas com situações cômicas levam a grandes revelações e a um final surpreendente.
Última Sessão é uma história sobre o amor na maturidade, sobre a mudança de paradigmas em relação aos valores da (e na) maturidade. Escorado principalmente na força da interpretação e no magnetismo que o ator experiente pode oferecer, o espetáculo se constitui de grandes embates com alta voltagem cômica e emocional.
Homenageia todos os veteranos do teatro representados na peça por Marlene Collé (que trabalha como costureira, cabeleireira e camareira há mais de 25 anos) e faz uma participação especial.
“Em toda a minha carreira não lembro de uma reunião semelhante. Conseguimos montar um grupo adorável e muito talentoso. Estamos todos encantados com a energia, dedicação e profissionalismo do elenco”, conta Odilon.
O cenário realista, que combina austeridade e modernidade, é de Chris Aizner; a trilha sonora conta com os arranjos de Swami Jr.
O elenco é formado por atores que ajudaram a escrever a história do teatro e da TV no Brasil:
Laura Cardoso – pioneira da televisão brasileira, com quase 70 anos de carreira, é a atriz mais premiada do Brasil.
Nívea Maria – com quase 50 anos de carreira, é presença ininterrupta na televisão desde 1964.
Etty Fraser – uma das fundadoras do Teatro Oficina, atua há 55 anos profissionalmente no Brasil.
Sonia Guedes – com 60 anos de profissão, foi recentemente premiada por seu trabalho no filme “Histórias que só existem quando lembradas”, incluindo melhor atriz nos festivais de Abu Dhabi e de Santa Maria da Feira, além de menção especial a sua atuação no Festival de RiverRun.
Sylvio Zilber – além de ator profissional há mais de 50 anos, é diretor de teatro e um dos fundadores do Teatro Escola Macunaíma, que dirigiu por 14 anos.
Miriam Mehler – uma das fundadoras do Teatro Paiol, completa 56 anos de carreira.
Gésio Amadeu – com 45 anos de carreira, soma mais de 40 trabalhos em TV.
Gabriela Rabelo – atriz, dramaturga, professora e diretora de teatro, completa 45 anos de profissão.
Yunes Chami – com 45 anos de carreira, participou de mais de 50 montagens de espetáculos teatrais como ator e diretor.

Serviço:
Em cartaz até 28 de junho
Teatro Raul Cortez.
R. Dr. Plínio Barreto, 285
Bela Vista – São Paulo/SP
(11) 2626-5282
Quinta 16 horas; sexta 21h30; sábado 21 horas e domingo 19 horas
Ingressos:
R$ 70,00 a R$ 100,00

Inscreva-se

Nossos colunistas

460 POSTS

Colunas

Artigos populares

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui