Prevenção é a palavra-chave para os pets aproveitarem ao máximo as programações de fim de ano

Comemorações, fogos de artifício, viagens e altas temperaturas acendem o alerta de perigo para eles

Uma pesquisa realizada pela OpinionBox no último mês de maio, com 2.066 brasileiros, revelou que 85% deles consideram seus pets membros da família, 84% se sentem mais felizes por tê-los e 81% concordam que eles ajudam a diminuir o estresse. Esses dados podem justificar o estudo promovido pelo portal Airbnb durante o primeiro semestre deste ano, o qual registrou um aumento de mais de 100% em noites reservadas por hóspedes acompanhados de seus animais de estimação no Brasil, quando comparado com o mesmo período do ano passado.

Diante desse cenário, é possível perceber que os pets estão cada vez mais incluídos nas rotinas de lares brasileiros, inclusive nas programações de fim do ano, época marcada por celebrações, viagens e dias de muito calor. E, para que eles aproveitem ao máximo, é preciso que estejam com a saúde em dia.

“Cuidar da saúde dos animais de estimação é algo que deve ser feito todos os dias. E os períodos de comemorações, em que há soltura de fogos de artifício, viagens, altas temperaturas, acendem o alerta de perigo para eles. Portanto, é preciso que os tutores estejam atentos e tomem algumas medidas preventivas”, diz a médica-veterinária e consultora da rede de farmácias de manipulação veterinária DrogaVET, Farah de Andrade.

Com relação aos fogos de artifício, a profissional orienta a habituar os pets a sons altos e de fogos, assim como associar o momento a algo que eles gostem, como brincadeiras, carinho e petiscos. “Medicamentos fitoterápicos e florais de Bach também são grandes aliados para a prevenção do medo e para proporcionar tranquilidade, entre outras situações”, indica Farah.

Para as viagens de carro, a dica é manter o ar-condicionado ligado ou as janelas abertas e evitar estar na estrada em horários mais quentes. “Em casa, as altas temperaturas também podem ser amenizadas espalhando potes ou fontes de água pelos cômodos, bem como congelando frutas e legumes para oferecê-los como ‘sorvete’”, acrescenta a médica-veterinária, lembrando que o uso do filtro solar é indispensável.

Farah também destaca a importância da utilização de antipulgas, carrapaticidas e vermífugos como tratamentos preventivos. “Esses produtos evitam desconfortos e doenças que podem ser causados pelos parasitas aos pets. A proliferação de pulgas, mosquitos e carrapatos é propícia nessa época do ano devido ao clima do verão, com alternâncias entre chuvas e calor excessivo”, ela explica, incluindo a necessidade da aplicação de repelentes próprios para pets regularmente, para completar a prevenção e evitar também picadas de insetos.

Como facilitar a prevenção

Diante de tantos cuidados, algumas alternativas podem facilitar a prevenção, como a manipulação dos medicamentos. “Quando manipulados, os medicamentos são produzidos na dose exata para aquele pet e podem combinar mais de um fármaco, o que otimiza a administração e pode reduzir custos. Manipulados também têm variedade de formas farmacêuticas e flavorizantes que agradam aos animais e favorecem a aceitação”, explica Farah, ressaltando a importância de consultar um médico-veterinário.

Fonte: DrogaVET

Inscreva-se

Nossos colunistas

456 POSTS

Colunas

Conheça dicas fáceis para uma rotina de hábitos mais saudáveis

Comece 2024 cuidando do seu bem-estar sem sair de...

Que tal começar o ano com hábitos saudáveis?

Dra. Mariela Silveira, diretora médica do Kurotel, fala sobre...

Descubra os poderes do Cranberry para saúde

Neste momento, uma imensa luta está se travando por...

Artigos populares

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui