Pesquisa mostra aumento de atendimentos nos hospital no período do réiveillon

Na virada do ano, na festa do réveillon, existe um aumento significativo nas admissões hospitalares. As principais causas incluem intoxicações alimentares e alcoólicas, problemas cardíacos, crises em doenças crônicas e infecções respiratórias.

Fique atento para as causas …

Intoxicações alimentares e alcoólicas: é comum o aumento dos casos neste período e recomenda-se moderação no consumo de alimentos e bebidas e atenção à higiene na preparação dos alimentos. Veja abaixo mais dicas.

  • Hidratação: beba bastante água para evitar a desidratação;
  • Dieta leve: consuma alimentos leves como torradas ou arroz, se puder comer;
  • Descanso: repouse para permitir que seu corpo se recupere;
  • Evite álcool: não consuma mais álcool se suspeitar de intoxicação;
  • Monitoramento: se os sintomas forem leves, monitore-os em casa. Em caso de vômitos ou diarreia persistentes, procure um médico.

Problemas cardíacos: o estresse e o consumo excessivo de alimentos ricos em gorduras e sal podem desencadear problemas cardíacos, especialmente em indivíduos com condições pré-existentes. Aconselha-se evitar excessos, manter uma alimentação equilibrada e continuar com os tratamentos prescritos.

  • Descanso: sente-se ou deite-se em uma posição confortável;
  • Medicação: se já diagnosticado com problemas cardíacos, tome sua medicação conforme prescrito;
  • Evite esforços: não faça atividades físicas intensas;
  • Sinais de alerta: fique atento a sintomas como dor no peito, falta de ar ou tonturas. Se estes sintomas ocorrerem, procure atendimento médico imediatamente.

Crises de doenças crônicas: pacientes com doenças crônicas devem manter suas rotinas de medicamentos e cuidados, mesmo durante as festas.

Infecções respiratórias: com a temporada de gripes e resfriados coincidindo com a festa, é importante manter as práticas de higiene e evitar aglomerações, especialmente em ambientes fechados. O calor excessivo que estamos  pode gerar problemas. Fique atento:

  • Ambientes fechados e ar-condicionado: em climas muito quentes, as pessoas tendem a permanecer em ambientes fechados com ar-condicionado. Esses espaços podem facilitar a propagação de vírus, especialmente se não houver ventilação adequada;
  • Estresse no sistema imunológico: o calor extremo pode estressar o corpo e enfraquecer potencialmente o sistema imunológico, tornando as pessoas mais suscetíveis a infecções, incluindo vírus respiratórios;
  • Desidratação e exaustão pelo calor: o calor excessivo pode levar à desidratação e exaustão pelo calor, o que também pode afetar negativamente o sistema imunológico;
  • Mudanças nos padrões de viagem e atividade: o calor pode alterar os padrões de atividade e viagem das pessoas, aumentando potencialmente a exposição a vírus.

Para prevenir a gripe e outras doenças respiratórias, é importante manter uma boa higiene, como lavar as mãos regularmente, vacinar-se contra a gripe, manter uma boa ventilação em ambientes fechados e manter-se hidratado, especialmente em condições de calor excessivo.

Este período festivo requer uma atenção especial à saúde e ao bem-estar. A adoção de medidas preventivas reduzir a superlotação dos hospitais e garantir um final de ano mais seguro e saudável para todos.

Fonte: Olá Doutor

Inscreva-se

Nossos colunistas

459 POSTS

Colunas

Cardápio adequado para quem tem restrições alimentares

Criada há mais de 10 anos pelo Instituto Jô...

Pinhão: entenda os benefícios para saúde e bem-estar

O pinhão, obtido a partir da semente da araucária,...

É possível manter o peso perdido? Endocrinologista comenta

As estatísticas ditam contra: 80% das pessoas que perdem...

Cinco dicas para reter massa muscular durante a menopausa

A menopausa é um período marcado por mudanças hormonais...

Artigos populares

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui